quarta-feira, 26 de Março de 2014

segunda-feira, 8 de Julho de 2013

Paredes vivas, jardins verticais

Uma parede viva, também referida como parede verde, jardim vertical, ou quinta geralmente é parte de um edifício e é composto por algum tipo de vegetação. Estes tipos de jardins são algumas vezes referidos como jardinagem urbana, porque são bem adaptados para um ambiente urbano onde o espaço no chão é muito limitada, mas o espaço vertical é grande. Estes jardins verticais podem ser bastante espectaculares na aparência, e, em alguns casos, ainda trabalham para filtrar o ar puro para dentro do prédio em que  estão crescendo. 

Os jardins verticais podem ser cultivados em praticamente qualquer tipo de parede, com ou sem o uso do solo, e podem ser colocadas em paredes exteriores e interiores. Enquanto não há escassez de água para a parede viva, nenhum solo é necessário. Essas incríveis quintas aéreas são capazes de literalmente dar vida a um edifício velho e degradado  no meio da cidade e estão a tornar-se cada vez mais populares no interior de edifícios de escritórios, casas e lojas por causa de sua beleza e  propriedades de purificação natural do ar. 

"Paredes vivas" tornou-se rapidamente uma forma de arte para muitas pessoas, e um dos artistas pioneiros do jardim vertical é Patrick Blanc. Ele observou como as plantas foram capazes de crescer na vertical, sem a necessidade de solo no estado selvagem, e logo desenvolveu uma maneira de criar arte nas paredes com vegetação e que precisava de pouca manutenção. Uma vez que estas paredes vivas só pesavam aproximadamente 30 kg ou menos, por metro quadrado, ele percebeu que quase qualquer tipo de parede seria capaz de suportar o peso de um jardim vertical. Há muitos exemplos surpreendentes de jardins verticais em todo o mundo. Aqui está uma lista de algumas das paredes mais criativas e bonitas que existem no mundo. 

 Musée du Quai Branly, em Paris, França 

Este popular museu francês, perto da Torre Eiffel em Paris é o lar de um dos melhores exemplos do trabalho do artista de jardim vertical, Patrick Blank. O muro de vida aqui é de cerca de 200 metros de comprimento e 12 metros de altura. exteriores de vida do museu foi ao mesmo tempo saudável e vibrante, mas hoje você pode ver os sinais do apoio insuficiente para a irrigação e drenagem do jardim - embora ainda permanece muito bonitas. 

musee du quai Branly
Musee du quai Branly
Musee du quai Branly  

 Parabienta Sistema de parede viva, no Japão 

Esta parede viva é fabricada e comercializada por duas empresas japonesas que criaram um produto que é leve, barata e muito funcional.  A parede viva é chamado de ' Parabienta ', e custa aproximadamente 80 Euros por metro quadrado. Este muro ecológico consegue arrefecer significativamente um edifício através de um processo natural de ensombramento, humidade e circulação de ar.
parabienta living wall
parabienta japan
 Paris, França - A Meca Jardim Vertical 

A 'cidade do amor' é uma espécie de Meca dos jardins verticais , onde é cada vez mais popular e moderno 'decorar' um muro feio com uma infinidade de belas plantas, seja para fins artísticos ou para mais funcionais ou eco intenções amigáveis. Em grande parte tal deve-se ao facto de um dos pais fundadores desta forma de arte, Patrick Blanc, viver lá. Ele e outros artistas de paredes vivas, criaram alguns jardins verticais surpreendentes na capital francesa. 

 Fundação Cartier 

As plantas da parede da entrada na Fundação Cartier não foi cortado desde a sua plantação em 1998. A única manutenção deste belo jardim, envolve um jardineiro que vem unicamente cada 2-3 meses para remover as folhas mortas, ou a planta inteira, e substituí-las por novas. 

foundation Cartier

 BHV Homme 

O jardim vertical nesta loja de departamentos parisiense, literalmente, dá vida à parte traseira do BHV Homme, em Paris. Este Muro Vivo artístico , de longe quase se assemelha a uma pintura abstracta .

bhv homme
bhv homme

Hotel Pershing Hall 

Situado no pátio do Hotel Pershing Hall é um jardim vertical de 30 metros de altura que apresenta mais de 250 diferentes espécies vegetais! É um bom exemplo, para dizer o mínimo!

pershing hall hotel
pershing hall hotel

Club Med Champs-Elysees 

O pequeno jardim vertical neste espaço em Paris, foi concebido para representar as plantas dos 5 continentes diferentes. A adição do jardim vertical neste local faz parte de um plano para criar uma sensação mais luxuosa . O jardim é visível do exterior e está maravilhosamente iluminada à noite.


CaixaForum, Madrid, Espanha 

Como o mais novo museu de Madrid, a CaixaForum certamente trás inovação ao nível seguinte antes mesmo de entrar no lugar. Uma das paredes exteriores tem um enorme jardim vertical de 24 metros de altura com mais de 15.000 plantas,  de mais de 250 espécies diferentes. Esta exposição artística é um dos melhores exemplos de paredes vivas em qualquer lugar  de Espanha .

caixa forum madrid
caixaforum madrid

 Jardim Vertical, Bangkok, Tailândia 

O fenómeno de jardinagem vertical está se espalhando como fogo selvagem em todo o globo, e não é diferente em Bangkok, na Tailândia. As duas primeiras fotos estão no Siam Paragon Shopping Center, e o segundo é um exemplo de como estratégicamente colocar plantas na vertical ao lado dum poço de elevador na Bangkok Emporium pode adicionar um toque decorativo.

bangkok vertical gardens

bangkok vertical gardens

vertical gardens in bangkok

Paredes vivas, Holanda 

Este edifício é um grande exemplo de como se pode olhar para uma parede desagradável e transformá-la numa parede viva. As plantas crescem numa fina camada de material de feltro e lã de rocha, em vez de solo. A água da chuva aproveitada é bombeada através deste material para fornecer nutrientes ao sistema radicular das plantas.

living walls netherlands

quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013

Casa construída com garrafas PET


Casa construída com garrafas PET
Uma das coisas mais maravilhosas sobre reciclagem é saber que cada pedaço de lixo pode se transformar em algo surpreendente. 

O reaproveitamento de garrafas Pet na construção de casas.
Como solução de construção rápida e barata, a Casa PET pode ajudar a resolver o problema de déficit habitacional em várias partes do mundo.

Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet
Casa garrafa Pet

segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2013

Pedras Salgadas Spa & nature resort.


The new eco-resort of Parque de Pedras Salgadas, Portugal, consists of a set of seven small houses in perfect harmony with the surrounding outstanding nature.
Designed in a modular prefabrication system but flexible to adapt to the specific places within the park, these houses result in several different combinations of the same three modules (entrance/bathing – living – sleeping) creating different morphologies and different dialogues with the surrounding nature, wisely occupying the empty spaces between the trunks oflarge trees and, at the same time, allowing each home to be unique, special and worth visiting.

The pitched roofs that caracterize the intervention redefine the contours of the park boundary and result, within the houses in comfortable but dynamic spaces. The vain corner contradicts the structural logic of the house but creates the ilusion that the park is inside the house framing living nature pictures.

The outer coating in slate tile reffers to the local construction traditions and the slatted wood used when there is a balcony creates the perfect resting spaces.


Fonte:ARCHMOV 

sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

Pedras Salgadas Eco Resort declarado um dos melhores edifícios de 2012 pelo ArchDaily

O Pedras Salgadas Eco Resort, em Vila Pouca de Aguiar, que acaba de ser eleito “Edifício do ano 2012” pelos visitantes do site ArchDaily, proporciona-lhe uma estadia inesquecível nas suas modernas Eco Houses. Fica a apenas 1 hora do Porto e o cenário não poderia ser mais perfeito, a 580 m de altitude, em pleno Parque de Pedras Salgadas. As casas estão no meio das árvores, num projecto do arquitecto Luís Rebelo de Andrade. Pode desfrutar ainda o Spa Termal, recuperado pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira. 

EcoCasa Portuguesa
http://www.facebook.com/ecocasaportuguesa

quarta-feira, 23 de Janeiro de 2013

Casas em Taipa - Construção Sustentável



Construir em taipa é uma forma de utilizar o mais singelo e comum dos materiais: a terra. A pedra há que procurá-la aqui e ali, ajeitá-la, parti-la. O tijolo há que moldá-lo do barro, secá-lo, cozê-lo, dispô-lo um sobre o outro. A terra, de onde vimos e aonde retornamos, é outra coisa. Está à mão. Existe em toda a parte. Há só que compactá-la para que ganhe resistência. Prensá-la de forma adequada, para que se transforme em barreira contra a intempérie. É uma invenção quase óbvia do homem.

A construção em terra, pedra e madeira permite cumprir um dos principais papéis que se impõe às construções actuais: a sustentabilidade dos materiais utilizados. Qualquer um destes materiais é reutilizável, não constituindo qualquer perigo, nem sobrecarga ambiental mesmo após a sua vida útil.

EcoCasa Portuguesa
http://www.facebook.com/ecocasaportuguesa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...